Uma nova dimensão para a música mundial

Mais um quinta com post free, e com indicação de minha grande amiga Malu Martins.

Digo que não foi muito fácil descrever essa banda incrivelmente intrigante, que com uma mistura absurda de estilos formam o que é a banda Goat.

O exotismo de sua música, ar tropical, máscaras e percussão tribal.Korpilombolo* é um nome de suomi, a principal língua étnica do norte da Escandinávia, mas tem mais de reflexos evidentes com, digamos, o Congo. Plenamente consciente deles, Goat, monta histórias sobre voodoo, as pessoas de Korpilombolo e sua identidade musical.

Longe de ser um grupo Tribalistas convencional, Goat começa a partir da psicodelia dos anos sessenta para abraçar as correntes experimentais, e que podem e fundir-se com jazz e afrobeat.

A voz feminina (ou vozes), também é uma chamada e resposta aos cantos, dirigindo nosso olhar a África. Unindo com guitarras repititivas, sax em êxtase formam acordes verdadeiramente hipnóticos.

Com uma fusão brilhante, trago até vocês hoje uma obra arrebatorada e tremendamente arriscado.

 

*A lenda contada há séculos que os moradores de Korpolombolo foram dedicados ao culto e práticas vodu.Esta atividade estranha e aparentemente improvável foi introduzido na área, ao que parece após a viagem de uma bruxa e um punhado de seus discípulos, que vieram para Korpolombolo seguir um código numérico escondido dentro de suas escrituras mais sagrados e antigos. A razão que os levou lá é desconhecida, mas rapidamente resolvido influência voodoo em todas as pessoas e assim eles fizeram a sua casa, onde pudessem praticar seu ofício e passar despercebido por vários séculos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s